Sidebar

14
Sáb, Dez

 

Câmara

Ciência, Tecnologia e Inovação foi o tema da audiência pública realizada nesta segunda-feira (25), na Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes. Compuseram a mesa a presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, vereadora Rosilani do Renê (PSC), o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Rio de Janeiro (FCDL-RJ), Marcelo Mérida, e o reitor da Uenf, Luis Passoni.

Iniciando a audiência, Rosilani do Renê destacou as aceleradas mudanças pelas quais a sociedade passa com o desenvolvimento tecnológico. “Essa audiência é um importante passo para o desenvolvimento do município. Investir em tecnologia é investir no futuro, em um futuro imediato”, disse.

Em um mundo que passa por constante transformação, a vereadora destaca a necessidade de se olhar novas dimensões. “A única saída para nossa cidade sair da crise é investir em educação e para isso iniciativas como essas precisam se tornar cada vez mais comuns. A educação é o alicerce para o empreendedorismo. Isso é o futuro para o mundo e para Campos”, concluiu.

O empresário Átila Gomes participou da audiência por meio de vídeo, onde palestrou brevemente sobre o importância do sistema solar de energia. Ele explicou que muitas cidades têm capacidade de geração de energia solar de 3 a 4 horas por dia. “Campos tem o diferencial muito grande que é o potencial de 5 a 6 horas por dia. Se somar o quanto se gasta por ano de energia é um valor muito agregado que dá para investir em outras coisas em sua casa”, ressaltou.

O reitor da Uenf, Luis Passoni, falou sobre a universidade dentro do contexto de Ciência e Tecnologia. A vocação para pesquisa foi destacada. “Essa é uma característica muito peculiar da Uenf: a produção científica medida em artigos publicados em revistas especializadas, que chamamos de revistas indexadas. Uma produção de quatro artigos por professor por ano, que a gente observa, por exemplo, em Cognição e Linguagem e Genética e Melhoramento de Plantas, é uma produção muito expressiva”, afirmou.

Passoni ainda ressaltou que a Uenf ganhou o prêmio Cnpq - Destaque do ano na Iniciação Científica, Categoria Mérito Institucional, nos anos de 2003, 2009, e 2016. Também foram apresentados os projetos e bolsas de extensão oferecidas pela universidade. “Todos os municípios da nossa região contam com alguma ação de extensão da Uenf”, afirmou.

O diretor de Internacionalização e Inovação do IFF, Henrique Da Hora, apresentou dados sobre inovação no país, além de citar casos de sucesso de campistas. “É importante que tenhamos fomento público e iniciativas públicas que criem startups, criem empresas de base tecnológica’, disse. Ele também falou sobre o desafio de transformar a ciência em tecnologia no Brasil, enfatizando que o empreendedorismo deve retornar à sociedade o investimento que recebe.

O superintendente municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Romeu e Silva Neto, iniciou a apresentação com um panorama histórico dos ciclos econômicos vivenciados por Campos, desde o início de produção de cana-de-açúcar passando pelo petróleo até a instalação do Porto do Açu, em São João da Barra. Ele falou sobre o projeto de fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação, aprovado no ano passado, e apresentou projetos como o Viva a Ciência, Viva Ciência na Escola, Viva Ciência na Empresa, Fundecam Inovação e outros.

Romeu e Silva Neto também abordou o apoio ao empreendedor, por meio de edital, que visa regular o setor de startups objetivando a concessão de incentivos fiscais no município às empresas enquadradas como startups – empresas jovens e de pequeno porte que desenvolvem projetos no segmento de pesquisas em tecnologia. “Essa dinâmica não vai substituir a economia do petróleo nessa geração, mas ela precisa nascer”, concluiu.

Presidente da FCDL-RJ, Marcelo Mérida palestrou sobre inovação. “Deixo o agradecimento da classe por esse evento hoje, que é um evento importante e tem a obrigação de deixar um legado para nossa cidade”. Ele ainda falou a importância das universidades no setor de Ciência e Tecnologia para o município.

Após as palestras, os vereadores puderam fazer considerações. Participaram os vereadores Eduardo Crespo (PR) e Genásio (PSC).

*Por Ascom Câmara Campos