Câmara

De acordo com as Atas e os Anais deste Poder Legislativo, a Câmara Municipal foi criada em 1652, devido a discórdias no campo religioso, havendo dessa maneira, a necessidade de formação do conjunto de representantes do povo

Assim ficou constituída, em seu primeiro mandato eletivo: ÁLVARO LOPES VIDAL; MANOEL RIBEIRO CALDEIRA; GASPAR DAVID ALVARENGA; JOÃO GONÇALVES ROMEIRO; MIGUEL GONÇALVES; DIOGO MARTINS e MANOEL SOARES.

A posse dos OFICIAIS DO SENADO DA CÂMARA (Vereadores) se deu em primeiro de janeiro de 1653, composta de sete membros, obedecendo à relação proporcional ao número de habitantes da época. Com a elevação a categoria de cidade, em vinte e oito de março de 1835, tem uma sociedade composta por fazendeiros, médicos, usineiros, comerciantes e escravos, que viviam em função da cultura da cana – de – açúcar…

Com o crescimento sócio – econômico de Campos dos Goytacazes, em 1850, após o advento do engenho a vapor, iremos ter uma nova estratificação social em um município criador de rendas, com vida própria de outros poderes e mesmo de ajuda externa. Acumulando riquezas, pôde alterar seu parque industrial de forma independente.

Se analisarmos os 150 anos para cá, percebe-se numa análise histórica, que a iniciativa particular está sempre presente. Desde que se transformou em Município, o campista decidiu em tomar as iniciativas. As organizações empresariais se sucederam com êxito. Portanto, estamos diante de uma série de transformações não só culturais, e outros mecanismos de progresso e desenvolvimento na iniciativa dos Barões e Viscondes um apoio e uma determinação digna de se admirar.

As sedes da câmara:

SOLAR DO VISCONDE DE ARARUAMA



O Solar do Visconde de Araruama, como era conhecido José Carneiro da Silva, é uma das mais importantes edificações de Campos dos Goytacazes. Datado do fim do século XVIII, o prédio já sediou a Câmara Municipal e a Prefeitura. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1943, e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) em 1987, abriga, atualmente, o Museu Histórico de Campos.

PALÁCIO DE MÁRMORE



Segunda sede da Câmara Municipal de Campos  até o não de 2007, hoje funciona neste local o Tribunal Regional Eleitora do Estado do Rio de Janeiro.

PALÁCIO NILO PEÇANHA



O Palácio Nilo Peçanha está ao norte da Praça Barão do Rio Branco. No conjunto arquitetônico conhecido como o “quadrilátero histórico” de Campos dos Goytacazes. No local também se destacam o Liceu de Humanidades de Campos, a Villa Maria – também conhecida como Palacete Finazinha Queiroz, e a própria Praça Barão do Rio Branco, conhecida como Pracinha do Liceu. O Palácio ocupa um quarteirão inteiro e fica de frente para uma das Avenidas mais importantes da cidade, a Alberto Torres.

Construído e entregue oficialmente em 11 de março de 1935, foi obra dos arquitetos Pedro Campofiorito e José Benevento, que se inspiraram no Partenon de Atenas na concepção do prédio. O nome Fórum Nilo Peçanha foi uma homenagem ao campista, primeiro presidente afrodescendente do Brasil, que também recebeu homenagens póstumas, feitas pela Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes com uma estátua em tamanho natural e um documentário contando parte de sua história, ambos lançados no ano de 2014.

A aprovação para a construção do Fórum foi publicada em 17 de julho de 1919 no terreno doado pelo Governo Fluminense. Na época, o Presidente do Estado do Rio de Janeiro, que hoje corresponde ao Governador, era o Dr. Raul Veiga.

O lançamento da pedra fundamental aconteceu em 5 de setembro de 1920, com a presença do próprio Presidente do Estado. Mas só em 1921, as verbas foram liberadas, para a construção do prédio. Com a saída de Raul Veiga da Presidência do Estado, as obras ficaram paralisadas por 13 anos.

Em 1° de junho 1933, o interventor do Estado do Rio, Ary Parreiras consegue mais recursos para a conclusão do Palácio da Justiça. O projeto original sofreu alterações para redução de custos, sem comprometer a beleza do majestoso edifício destinado ao Fórum da Comarca de Campos dos Goytacazes.

A inauguração do Fórum foi no dia 28 de março do ano de 1935, em comemoração aos cem anos da elevação de Campos à categoria de cidade. As escadarias ficaram lotadas de convidados ilustres que participaram do momento marcante para a história da Cidade de Campos.

O Palácio Nilo Peçanha funcionou como sede da justiça até o ano de 2007. A demanda de processos cresceu, assim como a necessidade de um espaço maior. Foram 72 anos como sede da Comarca de Campos. Em 2008, o Palácio Nilo Peçanha passou a ser a Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes. Sendo a terceira sede do legislativo municipal.

Em 2013 o Palácio entrou na lista do Conselho de Preservação do Patrimônio Arquitetônico Municipal (Coppam) como construção que deve ser preservada pelo município. E em 2015 o Palácio Nilo Peçanha chega aos 80 anos, como sede do legislativo municipal de Campos dos Goytacazes. A réplica do Parthenon de Atenas, mantém sua beleza, suntuosidade e o estilo monumental greco-romano.