Geral
Representantes dos cinco postos do Conselho Tutelar em Campos se reuniram nesta quarta-feira (12) com o presidente da Câmara de Campos, Marcão Gomes (Rede). Durante o encontro os conselheiros fizeram solicitações importantes para o bom andamento dos serviços prestados pelo órgão.
Os conselheiros Leandro Henrique, Renata da Conceição, Alessandra Crespo, Patrícia Soares e Maria Fernanda Rangel, lembraram o envio de Kits de Trabalho feito pelo Governo Federal em 2013. “Os kits são formados por cindo computadores, uma impressora, uma geladeira, um bebedouro e um veículo. Em 2013 nós recebemos três deles, mas hoje temos cinco postos e precisamos de outros dois. Em contato com o deputado federal, Alessandro Molon (Rede), ele ficou de intervir a nosso favor, a pedido do vereador Marcão”, disse Patrícia.

Além de outros kits, o grupo solicitou apoio para a manutenção dos veículos. “Hoje somente um veículo, destes três, está funcionando, pois não temos verba para manutenção. Eles também não contam com identificação, o que torna o nosso trabalho arriscado durante a noite”, alertou Alessandra.

Maria Fernanda ressaltou a possibilidade de desvincular os Conselhos da Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ) e de proporcionar verba própria para o órgão. “Essa lei que vinculou os Conselhos à Fundação foi aprovada aqui na Câmara, mas não podemos ficar subordinados a uma Fundação que devemos fiscalizar. Outra informação, é que de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca) os conselhos podem ter verba própria, inclusive já existe rubrica orçamentária para isso. Com essa verba poderíamos, além de outras ações, buscar capacitação”.

O presidente fez um balanço das solicitações. “A questão da manutenção dos carros, vamos buscar resolver junto aos setores responsáveis do Executivo para dar condições aos conselheiros de trabalhar. Também vou fazer uma agenda com o deputado Molon para solicitar o envio de dois kits de trabalho para os dois Conselhos que ainda precisam. Solicito a vocês conselheiros que enviem uma proposta de desvinculação do Conselho da FMIJ e também, os estudos sobre a possibilidade de Receita Própria para os Conselhos. Sobre a capacitação, podemos desde já, ver a como podemos promover cursos para os conselheiros através da nossa Escola Legislativa (Emugle)”, concluiu Marcão.

*Por Vivianne Chagas - Ascom Câmara Campos