Geral

Um evento voltado para reunião das raízes que formaram a cidade, essa é a ideia da 1ª Feira dos Povos de Campos. A feira, que marcou a reabertura do Parque Alberto Sampaio, aconteceu neste sábado (01) e contou com a participação de vereadores da Câmara de Campos, do prefeito Rafael Diniz, além da delegação de Angola, com o vice-cônsul Garcia Bessa e a vice-cônsul Suzana Pedro.

O presidente do legislativo, Marcão Gomes (Rede), ressaltou a Lei aprovada na Câmara que denominou o Anfiteatro do Parque Alberto Sampaio de “Anfieatro Antonio Roberto de Góis Cavalcanti, Kapi”. “Uma singela homenagem ao diretor teatral, turismólogo e poeta Antônio Roberto Kapi, que dirigiu o espetáculo ‘Arena Conta Zumbi’, de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal, que inaugurou este espaço, em 1988. Também não posso deixar de ressaltar a importância de estarmos neste espaço: o Parque Alberto Sampaio. Um local inaugurado em 1988, no governo Zezé Barbosa, e inutilizado há mais de 10 anos pelas gestões passadas da prefeitura”. Também estavam presentes os vereadores Abu (PPS), José Carlos (PSDC), Cláudio Andrade (PSDC), Genásio (PSC), Neném (PTB) e Pastor Vanderly (PRB).

O representante de Angola enalteceu o evento. “Agradecemos o convite e desde já, senhor prefeito, desejamos participar das outras feiras que virão. Espero que Deus abençoe Campos e Angola e que essa relação possa se estreitar ainda mais. Na cultura africana quando somos bem recebidos por uma pessoa, nós devemos deixar um pouco de nós para fortalecer essa amizade e estamos aqui dispostos a fazer isso”, disse Garcia Bessa.

O prefeito abriu a feira. “Quero deixar o meu agradecimento muito especial ao vice-cônsul, pois estamos aqui hoje fortalecendo os laços já existentes e projetando uma aproximação ainda maior. Lembro que há 29 anos entravámos neste espaço com meu avô durante sua inauguração. Um espaço que estava abandonado no centro da cidade e agora, mesmo nesse momento de crise, com a união de todos e com vontade política, reabrimos o Parque Alberto Sampaio. Mais que abrir a Feira dos Povos, estamos aqui hoje abrindo a nossa cidade para todos os povos, pois Campos é de todos nós”, concluiu Rafael.

*Por Vivianne Chagas - Ascom Câmara Campos