Geral

A Câmara de Vereadores de Campos realizou, na tarde desta quinta-feira (28), a Audiência Pública sobre a Identidade Jovem (ID Jovem) – um programa social do Governo Federal destinado aos jovens, com objetivo de facilitar o acesso à educação, cultura e lazer. A audiência foi solicitada pelo vereador Genásio (PSC), que compôs a mesa ao lado do presidente da Câmara de Vereadores de Campos, Marcão Gomes (Rede), a consultora da Secretaria Nacional de Juventude, Thaís Nascimento, a presidente da Fundação Municipal da Infância e da Juventude (FMIJ), Suellen André de Souza, e a subsecretária de Desenvolvimento Humano e Social, Elma Sizenando.

Também estiveram presente os vereadores Fred Machado (PPS), Neném (PTB), Marcelo Perfil (PHS) e Thiago Ferrugem (PR), o superintendente de Lazer e Entretenimento, Hélio Montezano, o superintendente do Procon de Campos, Douglas Leonard, o comandante da Guarda Civil Municipal, Wyllian Bolckau, o superintendente de Postura, Fabiano Mariano, a superintendente de Igualdade Racial, Lúcia Talabi, a presidente da Apape, Naira Peçanha, a superintendente de Justiça e Assistência Judiciária, Mariana Lontra Costa e o superintendente do Cidac, Luiz Cláudio Vieira.

O programa ID Jovem é destinado a jovens com idade entre 15 e 29 anos, com renda de até dois salários mínimos, e oferece benefícios como meia-entrada em eventos culturais. O presidente Marcão Gomes destacou importância da divulgação do projeto. “Apenas 200 mil jovens no país já fizeram a inscrição no ID Jovem, o que representa menos de 2% do total que tem direito. Por isso, nós temos que divulgar essas ações através da Câmara e também da TV Câmara. Em breve, teremos a rádio do Legislativo para ajudar nessa divulgação”, afirmou.

A consultora do ID Jovem, Thaís Nascimento, explicou detalhes do programa e os benefícios. Em relação ao transporte, por exemplo, são reservadas por viagem, duas vagas gratuitas para transporte interestadual, ou seja, entre estados diferentes. Não vale para deslocamento municipal ou intermunicipal. Já Suellen André de Souza afirmou que o programa precisa alcançar maior número de jovens. “O programa foi lançado regionalmente no dia 3 de agosto e nos deixou muito satisfeito no seu alcance, mas a adesão ainda é muito pequena. Precisamos informar nossos jovens e formar uma rede para avanças na construção e acesso a esse direito”, disse.

De acordo com o vereador Genásio, a discussão do tema tem como objetivo promover oportunidades ao público jovem. “É um programa do Governo Federal para levar qualidade de vida ao jovem com esporte, lazer e educação. Nosso objetivo com essa audiência é dar oportunidade ao jovem de conhecer seus direitos. Essa camada da sociedade clama por oportunidade é o que estamos fazendo aqui hoje”, explicou.

O vereador Marcelo Perfil (PHS) destacou o avanço do programa no município. “Quero aproveitar para poder dizer aos nossos jovens sobre a importância da ID Jovem, para vocês, jovens, tomarem ciência do direito que vocês têm e que podem adquirir se inscrevendo”, relatou. Para o vereador Thiago Ferrugem (PR), é preciso união para implementar políticas públicas. “Aqui não tem bandeiras partidárias. Elas são defendidas no momento apropriado e correto. Está na hora de fazer uma nova política. Onde a gente não se prenda nas discordâncias, mas que a gente possa valorizar as coisas que nos une. O objetivo de todos nós é ajudar a juventude a garantir os seus direitos”, disse.

Elma Sizenando explicou que, após o lançamento do programa, em agosto deste ano, agora é preciso trabalhar no aumento dos cadastros. “O nosso compromisso é divulgar para que esse sucesso continue e mais jovens possam fazer o cadastro. A secretaria de Desenvolvimento Humano e Social pode ajudar muito, tanto na divulgação, como através do CRAS que faz a atualização do Cadastro Único”, concluiu.

A execução da Identidade Jovem foi destacada por Hélio Montezano. “Eu vejo isso como benefício ao empresário e principalmente ao jovem. Nós vamos fazer o possível para a execução desse programa. Temos que pensar como o todo, principalmente no nosso jovem”, explicou.

A presidente da Associação de Pais e Amigos de Pessoas Especiais (Apape) resumiu a importância do programa para o acesso de jovens em toda a cidade. “Hoje é um momento muito importante para a juventude. O lançamento foi da ID Jovem foi início de uma nova história para o jovem de Campos que cada vez é mais excluído, empurrado para a periferia. Eu acredito que nós, enquanto sociedade, estamos aqui para contribuir para essa transformação, para que esse direito seja realmente garantido”, afirmou.

O superintendente do Procon de Campos, Douglas Leonard, disse que o órgão está disponível para tirar dúvidas sobre os direitos dos jovens. “O Procon atua na defesa do consumidor e toca não só ao jovem, como também aos outros consumidores. E é, sobretudo, um órgão de orientação. Estamos indo às ruas para educar. E estamos de portas abertas para receber os jovens que não tiverem os direitos observados pelos prestadores de serviço do município”, afirmou.