Sidebar

Menu Principal

25
Ter, Jun

 

Geral

Pelo quarto ano consecutivo, o município de Campos representou o Brasil no projeto Skylight – A Global Science Opera (Ópera Mundial da Ciência). Nesta quarta-feira (12), a TV Câmara transmitiu ao vivo, para 20 países, a apresentação do coral de estudantes do Escola Municipal Cláudia Almeida Pinto de Oliveira, do Farol de São Thomé. Jovens da Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ) também atuaram no projeto internacional.

O tema da evento neste ano foi “One ocean”, abordando o problema da poluição dos mares. Coordenador no Brasil da Ópera da Ciência, Marcelo Souza explicou que desde a primeira edição o país é representado por Campos. “O objetivo principal desse projeto internacional é, através da música, motivar o jovem a conhecer a ciência”, disse, destacando que apenas três países participam com transmissão ao vivo.

O coral, composto por estudantes do 6º ao 9º ano, apresentou a música “The answer”. A letra da canção foi elaborada pelas alunas da Escola Municipal Doutor Getúlio Vargas, Rayanna Beatriz Carvalho Reis, de 13 anos, e Monique Kaylane Costa Manhães, de 14 anos. A professora de português, Isabel Cristina, coordenou a produção. “Primeiramente, conversamos com as quatro turmas participantes sobre o tema. Depois, eles produziram a letra e chegamos a 15 textos”, disse.

Depois de selecionada, a letra da música foi traduzida com apoio da Coordenação Pedagógica de Inglês da Secretaria Municipal de Educação e a música foi composta por Diego Crespo e Davi Gonçalves, estudantes do curso de Licenciatura do Instituto Federal Fluminense (IFF). A coordenadora de Ciências da Natureza, Carla Salles, elogiou o tema. “O assunto foi abordado com os alunos, envolvendo várias disciplinas: português, ciências, inglês e artes”, concluiu.

Crianças e adolescentes da FMIJ, com idades de 6 a 17 anos, participaram com a gravação de um vídeo onde apresentam a música “One Ocean”, também produzida pela própria equipe. O coordenador do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Desafio e Semeando Artes, João Luiz Melsi, disse que o jovens e empenharam no projeto. “Durante todo ano trabalhamos o tema, incluindo a criança no conceito de ecocidadão, além da musicalização e do inglês”, explicou. A produção dos jovens foi exibida para todos os países participantes.

*Por Lohaynne Gregório - Ascom Câmara Campos