Sidebar

18
Ter, Fev

 

Geral

Após mais de 30 dias de intensa programação, a terceira edição do Festival Doces Palavras (FDP!) foi encerrada no último fim de semana. A Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes participou do evento cultural, promovendo o total de 11 atividades em quatro semanas no Palácio Nilo Peçanha - sede do Poder Legislativo Municipal - e nas dependências da Escola Municipal de Gestão do Legislativo (Emugle).

O presidente da Câmara, Fred Machado (Cidadania), explicou que a atuação da Câmara no âmbito cultural visa promover a valorização da história e identidade campista. “O saldo deste evento foi muito positivo. Realizamos palestras, debates e exibições audiovisuais da TV Câmara que fomentam a produção local. Abrimos as portas à população, especialmente aos jovens estudantes, e temos certeza de que conseguimos aproximar ainda mais o Legislativo das pessoas”, disse.

De acordo com Fred Machado, a realização dessas atividades só foi possível graças às parcerias firmadas com outras instituições. “A Câmara firmou convênio com o Arquivo Público Municipal, Museu Histórico de Campos e Instituto Histórico e Geográfico de Campos. A partir desses termos de cooperação, conseguimos ofertar uma vasta programação dentro do Festival Doces Palavras, sem envolver recursos financeiros. Só temos agradecimentos a essas instituições e seus representantes”, afirmou.

A terceira edição do Festival Doces Palavras foi realizada em parceria pela sociedade civil e diversas entidades. O presidente da Associação de Imprensa Campista, Wellington Cordeiro, agradeceu às parcerias. “Há tempo de realizar e tempo de agradecer. A construção e realização do 3º Festival Doces Palavras foi um desafio imenso que proporcionou uma satisfação de igual proporção. Foram mais de 80 atividades realizadas em 16 instituições e espaços do município, no período de 2 de novembro e 7 de dezembro”, disse.

“Navegar é preciso, principalmente quando o mar está desfavorável. Com o FDP! foi assim, a sociedade civil abraçou com sentimento de pertencimento, carinho e responsabilidade com a cultura local. Tanto os que se desdobraram na organização, quanto ao público que prestigiou cada atividade. Deixamos aqui nosso respeito e apreço às entidades e seus representantes, que juntos e aguerridos, não deixaram o FDP! morrer”, concluiu Wellington Cordeiro.

*Por Ascom Câmara Campos