As principais datas que marcam a história de Campos dos Goytacazes estão expostas nos painéis da mostra “Povoado, Vila e Cidade”, inaugurada nesta quinta-feira (24), no foyer da Câmara Municipal. Para além do 28 de março, a exposição proporciona aos visitantes uma viagem ao passado, desde a Capitania de São Tomé, criada em 8 de dezembro de 1532, de acordo com os dados expostos.

O percurso histórico continua com a doação do território aos Sete Capitães e posterior implementação do primeiro curral, em 8 de dezembro de 1633, na Baixada Campista, passando pela primeira missa realizada em 6 de agosto de 1652, a posse da primeira Câmara Municipal em 1º de janeiro de 1653 e o auto de posse definitivo da Vila de São Salvador, em 29 de maio de 1677.

Todos esses marcos históricos estão registrados na mostra e são de grande importância para o conhecimento das origens de Campos, que deixou de ser Vila, tornando-se cidade, em 28 de março de 1835. Idealizador da exposição, o presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Campos (IHGC), Genilson Soares, disse que o órgão quer ouvir a população sobre a data mais significativa.

Por meio do QR Code disponibilizado na exibição, a comunidade pode preencher um formulário e manifestar opinião. “A proposta dessa exposição é questionar as datas históricas de Campos. Campos não é só 28 de março. A história de Campos é muito rica. A história de Campos remete até ao século XVI, então a proposta é essa”, ressaltou Genilson Soares.

Para a superintendente da Escola Municipal de Gestão do Legislativo (Emugle), Eliene Silva, é preciso levar a todos o conhecimento sobre o patrimônio histórico da cidade. “É importante que a gente esteja fomentando isso na nossa sociedade. Com essa exposição, as escolas podem trazer os alunos. As crianças e adolescentes podem saber como tudo começou, como surgiu e até onde chegou. Vamos levar conhecimento e cultura”, concluiu.

Coordenadora do Museu Histórico de Campos, Graziela Escocard destacou a parceria entre o órgão e o Legislativo. Além de disponibilizar o acervo histórico, a equipe do Museu vai atuar oferecendo monitoria às visitações. “Essa é uma exposição bem didática para a gente informar aos campistas que Campos não tem só 187 anos”, disse.

Participaram da solenidade na inauguração a superintendente da Emugle, Eliene Silva; o presidente do IHGC, Genilson Soares; a coordenadora do Museu, Graziela Escocard; e a presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Auxiliadora Freitas.

A exposição é realizada por meio da Escola Municipal de Gestão do Legislativo (Emugle) em parceria com o Museu Histórico de Campos e o Instituto Histórico e Geográfico de Campos. A mostra pode ser visitada durante o horário de funcionamento administrativo da Câmara, de segunda à sexta, das 8h às 17h. Escolas podem agendar a visitação dos alunos através do e-mail da Emugle: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

*Por Lohaynne Gregório - Câmara Campos
24/03/2022