A Escola Municipal de Gestão do Legislativo (Emugle), da Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes, realizou nesta sexta-feira (08) no plenário Alvaro Lopes Vidal, no Palácio Nilo Peçanha, o curso gratuito de TRA (Tratamento Restaurador Atraumático), destinado a cirurgiões dentistas. O curso foi aberto pelo presidente da Câmara, vereador Edson Batista, e a diretora da Emugle, Claudia Oliveira, e foi ministrado pelo professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Antônio Fernando Monnerat.

O público foi formado por odontólogos servidores da rede municipal de Saúde de Campos, que trabalham em Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e escolas municipais, além de acadêmicos de odontologia.

Monnerat comentou que o dentista tem de pensar na odontologia que ele está praticando. “O dentista tem de ser pró-ativo, tem de ter disposição. O TRA é para impactar, pode ser a resposta para essas questões. O TRA é uma odontologia viável, para pacientes especiais, pessoas acamadas, com qualquer doença imunológica grave, pessoas com deficiência intelectual. O TRA também pode ser feito para crianças na escola. A técnica deve ser feita num local determinado, iluminado e de preferência fechado, que pode ser numa sala de aula, por exemplo, utilizando uma carteira escolar”, comentou.

O professor da UERJ acrescentou ainda que o TRA é uma técnica simples, que começou a ser utilizada na cidade de Curitiba e que está sendo ampliada no Brasil. “Trata-se de uma técnica revolucionária, inovadora, que não usa anestesia, reduz a ansiedade e melhora a recepção educativa. As revisões também são mais rápidas", explicou.

Técnica revolucionária - O idealizador do curso de TRA oferecido pela Emugle, Ivan Machado, ex-assessor de odontologia da Secretaria Municipal de Saúde, com 40 anos de serviço público, reiterou que o TRA é uma técnica revolucionária, que a partir de segunda-feira (8) vai balançar os alicerces da odontologia pública municipal.

“TRA humaniza e equaliza a odontologia. A criança tem de ser conquistada como aliado e não como adversário. Serão identificados profissionais que tenham afinidade com o TRA, que será um novo braço da odontologia no município, para aumentar o acesso da população mais carente e dos locais mais distantes à odontologia”, disse Ivan.

Inserção municipal - O assessor chefe do Departamento de Odontologia da Secretaria Municipal de Saúde de Campos, Márcio Breno, que assumiu a pasta no lugar de Ivan Machado, informou que o TRA é uma nova ferramenta que está sendo inserida na odontologia pública municipal.

“Já existe na Secretaria de Saúde o programa Dentinho Saudável, que já faz esta parte de educar o educador. Pretendemos inserir esta técnica simplificada junto às UBSF e às escolas, numa parceria logística com a Secretaria Municipal de Educação”, anunciou Márcio.

A odontopediatra Maria Lúcia Petrucci, funcionária pública há 35 anos e presidente da Associação Brasileira de Odontologia Regional Campos dos Goytacazes (ABO/Campos), que representa a classe, considera o TRA uma técnica promissora porque é trabalhada no serviço público. “Pretendemos desenvolver este projeto dentro da Prefeitura de Campos. A partir da aula prática, será feita a parte laboratorial para um grupo menor e um trabalho de campo em escola pública”, informou Maria Lúcia.

*Fonte: Câmara Campos