A mesa diretora da Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes se reuniu na tarde desta quinta-feira (24) para decidir sobre a votação do último dia 15, quando o líder da oposição Marquinho Bacellar ( Solidariedade), chegou a ser anunciado pelo presidente Fábio Ribeiro (PSD), como vencedor para o biênio 2023/2024.

Dois requerimentos foram protocolados pelos vereadores da casa. O primeiro por falta de publicidade assinado por Juninho Virgílio ( PROS) e um segundo impetrado pelos vereadores Pastor Marcos Elias (PSB) Kassiano Tavares (PSD), Bruno Pezão (PL) e Dandinho de Rio Preto (PSD). O primeiro foi indeferido e o segundo que pedia a anulação alegando que o vereador Nildo Cardoso (PSL) não votou foi acatado pela procuradoria, que pelo regimento interno da casa enviou à mesa diretora. A mesma, seguiu o parecer anunciado e anulou a eleição para presidente.