TV Câmara

A TV Câmara Campos ganhou nesta sexta-feira (09) seu primeiro prêmio na Mostra de Documentários das TVs Legislativas promovida pela Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (Astral). A TV campista foi representada pelos documentários Nilo Peçanha, Capitão Ricardo Kirk e Sete Capitães, sendo considerada campeã na categoria Prêmio pelo Conjunto da Obra.

Com reconhecida produção de documentários sobre vultos históricos de Campos com relevância nacional, a emissora pública do legislativo teve seu trabalho ressaltado pelo jornalista responsável pelo setor de Comunicação da Astral e curador da Mostra, Sérgio Leher.

“Inicialmente eram 3 prêmios, mas de forma unanime os jurados decidiram fazer um quarto prêmio, até porque os grandes festivais como Cannes e o próprio Oscar, contam com o Conjunto da Obra. Todos estão de parabéns e o prêmio extra dado a Campos dos Goytacazes, contempla uma equipe vencedora e de presença marcante na área audiovisual, referência com certeza no setor”, afirmou.

Na categoria Destaque de Produção os três prêmios foram para “Leitores Sem Fim” produzido pela TV Câmara dos Deputados, “Alma de Ferro” produzido pela TV Câmara Municipal de Piracicaba e “Máquina do Tempo” da TV Assembleia do Ceará.

Ao anunciar a premiação para Campos, Sérgio destacou a estratégia política cultural. “Pelo esforço de resgate histórico, pelo conjunto de produção, se percebeu que há um trabalho na estratégia política de documentação de relevância histórica. Então, pelos vários documentários inscritos, fazendo a lição de casa, dentro daquilo que a produção audiovisual pode contribuir para reforçar o diálogo do legislativo com a sociedade, esse prêmio vai para a TV Câmara Campos”.

Para a diretora da TV legislativa campista, Katiana Rodrigues, o prêmio reconhece o trabalho feito em equipe. “É o reconhecimento de um trabalho feito por uma equipe que foi dando voz aos pesquisadores. Abrindo espaço para o pesquisador que escreveu sobre aquele personagem, levando essa pesquisa para o audiovisual. Isso foi feito nos nossos documentários, tanto que somos reconhecidos pelo Conjunto da Obra. Um trabalho feito com verdade, através da visão dessa legislatura de resgatar a história da cidade ao lado dos bustos do Corredor Histórico Cultural da Câmara”, disse.

O presidente da Câmara, vereador Edson Batista, lembrou o legado deixado por esta administração. “Vamos deixar para a posteridade duas grandes conquistas, a Escola Municipal de Gestão do Legislativo (Emugle), que recebeu duas premiações da Associação Brasileira de Escolas do Legislativo e de Contas (Abel) concorrendo com centenas de escolas do país, e a TV Câmara Campos, que produziu 10 documentários em dois anos, tendo este trabalho reconhecido pela Astral”.

Edson Batista também lembrou a inauguração do sinal aberto da TV Câmara Campos através do canal 19. “Vamos culminar com a inauguração do sinal aberto da nossa TV no próximo dia 19, uma conquista que vem para ampliar o diálogo da Câmara com a sociedade. Quero agradecer à equipe da Emugle, na figura de sua diretora Cláudia Oliveira e à equipe da TV Câmara na figura da diretora Katiana, por todo trabalho desempenhado”, concluiu.

*Fonte: Ascom Câmara Campos